Explorando a metodologia dos soft systems (1)

Já caminhando para o final do curso (e foram 16 horas de muito trabalho!), o professor Berardi focou os esforços na apresentação de um passo-a-passo que incorporasse o conceito de soft systems na realização de uma ação. Pode ser a busca de uma solução coletiva para um problema, a criação de um produto ou serviço, a busca de soluções para uma crise de proporções astronômicas ou o estudo de um tema específico em sala de aula.

Em todos os casos, as técnicas a seguir são básicas:

1. Fazer uma exploração não estruturada do problema;

2. Tratar a questão sempre de uma perspectiva multidisciplinar;

3. Misturar pessoas que sejam especialistas no assunto com pessoas que, embora não tenham a expertise, participem do problema ou questão;

4. Reunir informação escrita, numérica e visual;

5. Enfatizar a aprendizagem social, isto é, situada no contexto e, tanto quanto possível, sem hierarquias entre quem sabe mais e quem sabe menos;

6. Considerar que o resultado é iterativo, trata-se de um processo que deve ser repetido diversas vezes, e que, a cada vez que se repete chega a um resultado parcial, que deve ser usado na vez seguinte. Em outras palavras, cada ciclo de aprendizagem e busca de soluções para o problema funciona como uma espécie de engrenagem não estática, que vai ajudando a criar um sistema mais amplo e diversificado. A cada vez que esse aumento acontece, potencialmente, crescem também as chances de compreender a questão que está sendo estudada.

É por isso que a metodologia dos soft systems não deve ser vista como algo simplesmente intuitivo e desestruturado. Muito pelo contrário. O professor Berardi exibiu esta ilustração que descreve bem a situação:

O pensamento sistemático está na base do pensamento sistêmico e lhe dá sustentação. No ponto em que a hierarquia e a linearidade não se mostrarem mais sustentáveis, entram em cena a intuição, o holismo, o não linear. O resultado dessa proposta é uma dinâmica como esta:

Tradução de esquema apresentado pelo professor Berardi

É difícil dizer qual é o ponto de partida dessa cadeia de pensamento. Ao mesmo tempo em que agem, as pessoas desenvolvem as habilidades cognitivas necessárias,  exploram e re-exploram o contexto onde estão agindo, identificam os aspectos que o grupo deseja que mudem – e que são passíveis de serem modificados. Nesse processo, ganha-se experiência e novas habilidades são desenvolvidas ou aprimoradas, problemas são melhor formulados, melhorando a compreensão sistêmica da situação e favorecendo a tomada de novas decisões. Essa é a dinâmica de um sistema iterativo.

Para fins práticos, ele propôs uma metodologia em três etapas:

1. Construir uma “rich picture” da situação, usado preferencialmente o desenho (ainda que você seja um péssimo desenhista), para usar estruturas cerebrais mais intuitivas e holísticas;

2. Transformar esse desenho holístico num “diagrama pulverizado”, que crie subgrupos de palavras deduzidas do desenho dentro do sistema;

3. Ajustar os subgrupos em diagramas que podem ser de causa e consequência, feedback positivo e negativo, de múltiplas causas etc.

A seguir, o professor Berardi mostrou exemplos da sua própria experiência sobre cada uma das etapas.  Elas serão descritas nas próximas postagens.

Sobre ABujokas

Sou graduada em jornalismo, doutora em educação, professora da Universidade Federal do Triângulo Mineiro e pesquisadora no campo da media literacy/mídia-educação. Embora viva na terra do boi Zebu, não tomo leite e não como carne, porque fazem mal para mim e para o meio ambiente.
Esta entrada foi publicada em AULA 3, PRÁTICA. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s